Sexo

Afinal, qual é o melhor remédio para disfunção erétil?

Hoje em dia, em 2017, os homens tendem a sofrer bastante com problemas de ereção, de forma mais intensa, como milhões de sofredores no Brasil. Muitos homens pensam: “quanto mais velho eu fico, maior os riscos de ser incapaz de ter uma ereção”.

qual remédio usar para impotência sexual

A coisa é: embora a disfunção erétil não está diretamente ligada ao envelhecimento, o problema se agrava após 40 devido à extensa questões da vida, que incluem o fumo, álcool, má alimentos, excesso de peso, baixos níveis de testosterona e de doenças do coração, todos que começam a prevalecer nesta idade.

A Disfunção Erétil

A disfunção erétil é uma condição médica que pode muitas vezes soar como uma sentença de prisão, tamanho é o transtorno que ela causa.

Felizmente existem muitos remédios para disfunção erétil, tal condição é definida como um transtorno sexual que impede o homem de atingir uma ereção enquanto está a ser sexualmente excitado e mais suporte a ele em um nível necessário para ser capaz de concluir com êxito a relação sexual.

Impotência Sexual

Se você está tendo um longo problema com a realização de uma ereção, você não deve ter vergonha de visitar o seu médico e descubra qual é a raiz do problema.

Passando por um tal situação só pode apenas agravar sexual, incapacidade mental e sofrimentos. Também é preciso compartilhar o problema com a esposa.

Durante sua visita, o seu médico irá fazer-lhe algumas perguntas e executar alguns testes para determinar por que você está sendo afetado pelo problema.

Em seguida, você irá receber uma prescrição de remédio para disfunção eréctil ser tratada adequadamente.

Problema de Ereção

Não ter pressa para visitar sua farmácia. Vamos falar de medicamentos para a disfunção erétil em detalhe.

De acordo com dados médicos em 2014-2015, os casos de disfunção erétil são tratados com medicamentos via oral, como o Viagra, Cialis, Tesão de Vaca, Extrasize, Levitra ou ainda o Xtramaster funciona muito bem nestes casos.

Abaixo, há algumas coisas cruciais que você precisa saber sobre remédio para disfunção erétil e se certificar de que você não fique confuso e esses medicamentos dará os melhores resultados.

1. Medicamentos para a disfunção erétil Não Cura, Mas de Tratar o Problema

Os medicamentos para a disfunção erétil não cura, mas a impotência é tratada como principal problema da disfunção erétil é que eles fornecem resultados temporários.

Você toma um Viagra, Levitra, Extrasize, Xtramaster, Cialis comprimido ou até mesmo o  tesão de vaca em gotas para cada vez que você quer fazer sexo, normalmente, uma hora antes de o evento planejado.

Em seguida, aguarde até que a droga do princípio ativo dissolve-se na corrente sanguínea, de modo a ereção pode ser alcançado.

Remédio para disfunção erétil interações ingredientes principais:

  • Viagra – citrato de sildenafila;
  • Levitra – cloridrato de vardenafil;
  • Cialis – tadalafil;
  • Xtramaster;
  • Tesão de Vaca;
  • Extrasize.

A razão mais comum pela qual os homens são incapazes de atingir uma ereção forte é algum problema nas artérias (pequenos canais no corpo através do qual o sangue flui).

Tomar remédio para disfunção erétil funciona, através de um alargamento das artérias do pênis, de modo que mais facilmente se enche de sangue.

Depois que a droga deixa a sua acção (Viagra, Xtramaster, Extrasize, Tesão de Vaca, Levitra depois de 5 horas, Cialis depois de 36 horas!), artérias estreitas para baixo uma vez para a consecução de um repetidas ereção sem medicação é impossível.

Remédio para disfunção erétil não cura a impotência sexual, mas apenas fazer uma ereção possível para um determinado período de tempo.

Nenhuma causa é dirigida, apenas temporária do tratamento das consequências decorrentes de um estilo de vida saudável.

2. Mitos sobre os medicamentos

Algumas pessoas acreditam que qualquer um pode tomar medicamento para disfunção erétil, sempre que eles querem para obter melhores resultados, mas eles estão profundamente equivocados.

Algumas pessoas até considerar Viagra como um grande impulsionador da libido, o que não é verdade.

Medicamentos para impotência sexual são apenas para os homens, na maioria dos casos, e devem ser consideradas apenas como prescrito, sem exceções.

Você não pode tomar Viagra ou qualquer outro medicamento para disfunção erétil se:

  • Você não tem uma receita do seu médico. Apenas o seu médico pode emitir uma receita para oral impotência remédios. Se o seu problema de saúde ultrapassam os benefícios que você recebe de tomar Medicamentos para a disfunção erétil, você não receberá um Rx.
  • Você tem certas coração, problemas de fígado ou rins, ou alergia a alguns componentes de medicamentos para a disfunção erétil.
  • Se estiver a tomar medicamentos contendo nitratos, que não são compatíveis com o Viagra, o Cialis e o Levitra.
  • Se você tiver tomado um comprimido a menos de 24 horas antes.
  • Se você tiver comido ácidos refeições ou consumir bebidas alcoólicas antes das relações sexuais (que são atividades normais em uma data).

viagra sildenafil

3. Produtos químicos Acumulados no Corpo

As fabricas de remédios para impotência sexual alegam de que os ingredientes ativos contidos em Viagra, Xtramaster, Extraszie, Tesão de Vaca, Cialis ou Levitra são eliminados do corpo dentro de 24 horas após a última ingestão.

No entanto, um mínimo de quantidade de medicamento que se acumula dentro dos tecidos do corpo.

Imagine o que poderia acontecer se você usar Viagra por anos.

Os produtos químicos armazenados em seu corpo pode levar a extremamente desastrosas consequências.

Em um mundo cheio de produtos químicos, pesticidas, comida de plástico, ninguém realmente quer ter a chance de causar dano extra para a sua saúde a partir de farmacêuticos, Medicamentos para disfunção erétil.

4. Não Funciona para Todos

Com o medicamento viagra verificou-se que o Viagra melhora na ereção por 78% dos pacientes, Levitra, Xtramaster, Extrasize, Tesão de Vaca e Cialis forneceu resultados satisfatórios para 85% dos pacientes.

Isto demonstra que há uma 15-22% de chance de que o medicamento não funcionará para você.

Alterar medicamentos para disfunção erétil de um para o outro, não ajuda porque todos estes medicamentos pertencentes a um mesmo grupo de medicamentos e ter análogo princípios de ações.

Nenhum médico pode dar-lhe uma garantia de 100% que o Viagra ou uma droga similar vai fazer toda a diferença para o seu problema de Impotência. Como foi o caso do Davi Medeiros que sofria de problemas de ereção por ser portador do diabetes.

Para recuperar a sua vida sexual Davi Medeiros acabou destruindo a diabetes por completo e somente assim conseguiu voltar a ser sexualmente ativo, nem mesmo com o uso do viagra o Davi conseguia ter ereções por ser diabético tipo 2.

5. Muito Caro

Remédios para disfunção erétil não estão cobertos por qualquer tipo de seguro.

Você tem que arcar com todas as despesas do seu próprio e as despesas são notáveis.

Não se surpreenda se você se depara com os seguintes custos associados com o ED da prescrição de medicamentos:

  • Visita do médico, exame físico e prescrição de 2 anos – até r R$ 300,00.
  • Único comprimido de Viagra para uma relação sexual – R$ 14,76.
  • 1 mês de fornecimento de Cialis 20 mg – R$ 792,06.

Conclusão sobre os medicamentos para disfunção erétil

Os medicamentos para disfunção erétil, são produzidos por grandes corporações farmacêuticas (big pharma) enganar. Essas empresas não se preocupam com a sua saúde e a saúde sexual. Eles apenas querem fazer dinheiro. Por exemplo, Viagra receita anual está em torno de um bilhão de DÓLARES.

Se você optar por certa marca de remédio para disfunção erétil pagará uma enorme quantidade dinheiro e, muitas vezes, não recebem nada de volta.

Então, o que fazer?

Primeiro, você deve entender o que causa o problema de ereção e que as causas são absolutamente individuais para cada pessoa.

Muitas vezes, apenas a mudança de estilo de vida é o suficiente para mais uma vez alcançar ereções suficientes.

Leia mais sobre como melhorar a sua vida sexual

Padrão
Sexo

Dicas para uma melhor vida sexual para homens e mulheres

Homens e mulheres enfrentam obstáculos, às vezes pequenos outros gigantes, quando o assunto é satisfação sexual, a dificuldade de expressar desejos e fantasias, bem como, de superar problemas como a ejaculação precoce e falta de libido, fazem com que o maravilhoso prazer do sexo fique a mercê de insatisfação e até um grande sentimento de frustração.

O sexo é, além de uma necessidade fisiológica, um ato de expressão de desejo, paixão e amor. Ninguém deve ser privado de se sentir completo e pleno durante o ato sexual.

No artigo de hoje vamos relacionar 3 dicas para uma vida sexual melhor para homens e mulheres, com o propósito de agregar a vida pessoal, possibilidades para desfrutar do prazer de uma relação, com a melhora da performance, libertação pessoal de preconceitos e aumentar a espontaneidade durante o ato sexual.

1 – Libertação! Os preconceitos são frutos da sua imaginação

Antes de tudo tenha em mente que o sexo é inerente ao ser humano e está na nossa essência, assim como suprir a fome e a sede.

Todos nós, alguns mais outros menos, passam por momentos de dúvidas, ansiedades e conflitos relacionados ao sexo e principalmente na luta pessoal, sobre o que se considera certo ou errado. Muitas vezes ignoramos se as suposições e opressões morais são pessoais ou impostas pela sociedade, por isso:

  • Permita-se pensar, imaginar e criar sua própria história sexual;
  • Tenha ciência sobre o que é tabu, promíscuo, pervertido e saudável.

Não que se deve sair por ai se expondo, mas experimentar, explorar o desejo e a satisfação, deve sim fazer parte da vida sexual saudável.

Resolvendo os obstáculos na hora do sexo

Homens e mulheres! Estamos em outro tempo, onde o diálogo sobre sexo é amplo e ilimitado, foi-se o tempo de sofrer calado, ou do conformismo, por isso:

  • Nenhum homem deve tentar driblar o problema da ejaculação precoce, mas sim olhar de frente, conhecer as causas e buscar solução que não se limita ao uso de remédios, ou sugestões catastróficas, mas sim com método eficiente para resolver a ejaculação precoce;
  • E para as mulheres aprender um pouquinho sobre pompoarismo é melhorar a saúde sexual e aumentar consideravelmente a libido e os orgasmos.

Além disso, o estilo de vida necessita do olhar especial para o bom desempenho sexual tanto para homens como mulheres, como por exemplo:

  • Mantenha a ansiedade sob controle;
  • Pratique esportes;
  • Alimente-se corretamente;
  • Use o instinto de “caçador”;
  • Vença a timidez.

Além disso, cuide de sua aparência e mente.

Ótimas alternativas para desenvolver a vida sexual

É normal a pessoa enfrentar problemas na vida sexual, mas é inadmissível permanecer com eles, indiferentes de fisiológicos, emocionais o que precisa ser levado em conta é a satisfação sexual como garantia de qualidade de vida.

E para isso, soltar a imaginação, sem rótulos com algumas fantasias e fetiches é absolutamente normal, explore e se entregue.

  • Mulher segura é aquela que assume a sua fantasia, e explora na medida certa, a forma íntima e pessoal do seu prazer, sobre aquilo que é bom para si, sem considerar “o que os outros irão dizer”.

E uma excelente dica para melhorar a vida sexual da mulher é o pompoarismo, calma que já te explico!

O pompoarismo é uma técnica que condiz com exercícios específicos para a musculatura da vagina, que aumenta a satisfação sexual e ainda previne doenças e desconfortos. As séries de exercícios tonificam toda a região íntima da mulher, inclusive ovários e útero, diminuindo as cólicas e aumentando o desempenho na hora do sexo, isso é ótimo para você, pois:

  • Os orgasmos serão mais prazerosos e intensos;
  • O clímax de ambos será prolongado;
  • Fortalecimento do poder erótico;
  • Sentir segurança para aplicar outras técnicas durante o ato sexual.

E o melhor de tudo agradar seu parceiro!

Da mesma forma homens não devem ser omissos com seus problemas sexuais, como a ejaculação precoce, busque ajuda para identificar a causa, pro aja em busca da solução, que muitas vezes está bem na sua frente.

Constrangimento, frustração, pecado e opressão são na verdade, a não permissão ou omissão da realização sexual própria e de quem se gosta!

Padrão